Cronologia

1988

O Banif é fundado por Horácio Roque através da incorporação da Caixa Económica do Funchal

1996

Banif compra o Banco Comercial dos Açores e a companhia de seguros Açoreana. Torna-se líder de mercado nas Regiões Autónomas

2003

A Holding Rentipar, que pertence maioritariamente a Horácio Roque, passa a deter o controlo direto do Banif

2007

Banif compra o Banco Caboverdeano de Negócios, cria uma filial em Malta e entra em Espanha através do Banca Pueyo e do Bankpyme

2009

Rebenta uma polémica sobre as ações que o Estado Angolano terá comprado entre 1994 e 2000 mas cujo pagamento nunca foi realizado (ver mais aqui)

2010

Morre Horácio Roque.

A Caixa Geral de Depósitos anuncia que está em vias de comprar a corretora do Banif no Brasil. A operação ocorreu em 2011, com prejuízos acumulados entretanto para a Caixa

2011

Banif anuncia prejuízos de 161,6 milhões de euros. Em 2010 tinha registado um lucro de 33,4 milhões de euros

2012

Disputa pela herança de Horácio Roque.

fev – Jorge Tomé entra como CEO em substituição de Marques dos Santos. Luís Amado é chairman do banco

set – negociações entre o Estado e o Banif para aumento de capital com possível entrada de capital público

31 dez  – Governo anuncia injeção de 1100 milhões de euros no Banif: 700 milhões diretamente em capital e 400 milhões através da subscrição de CoCos. o Estado fica então com 99,2% das ações e 98,7% dos direitos de voto. Outros acionistas do Banif são a Rentipar e o grupo Auto-industrial

dez – Banif apresenta prejuízos de 576,4 milhões de euros

 

2013

jan – A Comissão Europeia aprova temporariamente o auxílio estatal ao Banif

fev – Jorge Tomé garante na Assembleia da República que o dinheiro será pago ao Estado

março  – António Varela é nomeado como administrador do Estado no Banif

abril – É submetido à Comissão Europeia um plano de reestruturação do banco

jun – Aumento de capital através de uma colocação particular de 100 milhões de euros subscrito pela Rentipar Financeira e pela Auto-industrial

jul – Aumento de capital através de oferta pública de subscrição de ações no valor de 100 milhões de euros

ago – Aumento capital de 40,7 milhões subscrito por 16 investidores

– Banif paga ao Estado 150 milhões de CoCos

out – Oferta pública de troca de valores mobiliários no valor de 70,8 milhões de euros

dez – ao longo do ano os aumentos de capital reduzem a posição do estado para 74% do capital

 

2014

fev – Banif anuncia um acordo com uma empresa da Guiné Equatorial para entada no capital do banco no valor de 133,5 milhões de euros. A operação não se chegou a concretizar.

31 março  – Carta do Comissário Almunia para Maria Luís Albuquerque

11 abril – Banif paga ao Estado 125 milhões de CoCos

maio – Aumento de capital através de uma oferta pública de subscrição no valor de 138,5 milhões de euros

out – Novo plano de reestruturação

12 dez – Carta da DGCOMP a Maria luís Albuquerque a admitir que o problema tinha sido adiado ‘para não colocar em causa a saída de Portugal do Programa de Assistência Económica e Financeira

dez – Prazo limite para devolução dos últimos 125 milhões de euros de Cocos

2015

27 março – Carta de Maria Luís Albuquerque para a DGCOMP em que admite que a venda e reestruturação do banco está por resolver

29 março – Limite imposto pela DGCOMP para um plano de reestruturação credível

jul – Comissão Europeia abre processo de investigação sobre a ajuda pública ao Banif

29 set – Novo plano de reestruturação apresentado pelo Banif

11 dez – Banif confirma processo de venda da posição do Estado

13 dez – Notícia TVI sobre potencial intervenção do Estado através de absorção pela Caixa Geral de Depósitos

15 dez – António Costa admite que pode ter custos para os contribuintes

17 dez – Centeno comunica a Banco de Portugal que venda com resolução será a melhor opção (segundo comunicado do BdP do dia 12 de janeiro)

– CMVM suspende ações

18 dez – Comissão Europeia anuncia que tem dúvidas sobre a legalidade da ajuda ao Banif e que a venda voluntária não pode ter auxilio de Estado

– 22h Reunião no BdP com o Santander

19 dez – 9h BdP chama Banco Popular para uma reunião

– 9h51 e-mail do BCE para Centeno a informar que a Comissão Europeia vai aprovar o Santander

– Min Fin informa o BdP que a venda voluntária falhou e que é necessária a resolução

– 18h Resolução é decidida

20 dez – Santander faz oferta vinculativa ao BdP e a decisão é tomada às 23h30

21 dez – Comissão Europeia comunica que a resolução não é ajuda de estado ao Santander

– Orçamento retificativo aprovado em Conselho de Ministros

22 dez – Passos Coelho admite que não teria solução diferente

 

2016

4 jan– CMVM exclui de negociação ações e instrumentos de dívida do Banif

5 jan – veículo com ativos Banif abre programa de rescisão com 500 pessoas

8 jan – Público anuncia que Apollo fez proposta que minimizava perdas

12 jan – BdP diz que só poderia vender a bancos com licença

22 fev – Banif compra 1766 milhões de euros em dívida pública portuguesa em colocação privada

 

Anúncios