Cronologia

2013

Jun/Set – Primeiras notícias sobre exposição da ES Liquidez (Fundo de Investimento comercializado na rede BES) ao Grupo Espírito Santo

Set/Dez – Auditoria do Banco de Portugal à Espírito Santo International (ESI) no âmbito do ETRICC2, pedida à KPMG

24 Set – Carta de Pedro Queiroz Pereira ao Banco de Portugal a denunciar práticas erradas na ESI

27 Set – BES emite papel comercial para realocar dívida da ESI

29 Out – Carta assinada por 6 membros do Conselho Superior do Grupo Espírito Santo para propor o afastamento de Ricardo Salgado (iniciativa de Ricciardi)

Nov  – Emissão de dívida subordinada do BES. A primeira no país depois da crise.

10 Dez – Carta do Banco de Portugal a Ricardo Salgado para pedir esclarecimentos sobre problemas encontrados nas contas da ESI (na sequência da auditoria da KPMG)

2014

Fev – BES apresenta prejuízos do ano de 2013 de 518 milhões de euros

Jan /Jun – Múltiplos e-mails e cartas trocadas entre o Banco de Portugal e o BES (Ricardo Salgado) com vista ao Ring Fence do Grupo.

Fev  – Por ordem do BdP a ESFG reforça provisões em 700M nas contas de 2013 (para o caso de a ESI não conseguir reembolsar o papel comercial vendido pelo BES aos balcões). A seguradora Tranquilidade é dada como garantia para esta operação.

Março  Família Espírito Santo é afastada dos lugares de administração da ESI (segundo o BdP)

31 Março – Salgado envia uma carta ao BdP em que ‘alerta’ para o riscos sistémicos  de a família ser afastada da Administração do banco.

Maio – Autorização para aumento de capital do BES.

           – ESFG e Crédit Agricole dissolvem a BESPAR (sociedade que detinha o BES).

Jun – Subscrição completa (1045 milhões de euros) do aumento de capital. Ver mais aqui.

9 Jun – Salgado assina uma carta de garantia à PDVSA (empresa venezuelana de petróleos) em nome do BES, para cobrir o risco de o papel comercial do GES não ser pago.

13 Jun – A ministra das finanças envia uma carta ao Banco de Portugal. Pergunta por planos de contigência para o BES, uma vez que foi contactada por membros da administração.

20 Jun – CMVM suspende a negociação das ações do BES até a questão da sucessão de Ricardo Salgado estar terminada (na altura Amilcar Pires foi o escolhido pela Administração).

30 Jun – PT confirma que a exposição à Rio Forte é de 900 milhões de euros.

1 Jul – Salgado abandona administração do BES.

7 Jul – Resposta do Banco de Portugal à Ministra das Finanças com um resumo das medidas tomadas pelo mesmo

10 Jul – Espírito Santo Financial Group (ESFG) suspende negociação de ações no Luxemburgo e em Lisboa

           – Notícias sobre incumprimento do Banque Priveé e Espírito Santo International (ESI)

           – Comunicado do BES em que admite exposição ao GES de 2030 milhões de euros, mas que tem uma almofada de 2100 milhões de euros.

11 Jul – CMVM levanta suspensão das ações do BES

            Governo, Banco de Portugal e Comissão Europeia prestam declarações sobre sustentabilidade do BES.

13/14 Jul – Entra a nova administração do BES sem Ricardo Salgado, composta por: Vitor Bento, José Honório, Moreira Rato.

16 Jul –  Reunião entre KPMG com vice governador do BdP (versões contraditórias quanto ao conteúdo da mesma)

17 Jul –  Ministra das Finanças afasta possibilidade de nacionalização ou utilização de capitais públicos.

             – Intervenção no ESB pelas autoridades do Panamá

18 Jul – Carlos Costa (governador do BdP) vai à Assembleia da República prestar esclarecimentos sobre o BES.

            ESI informa a sua candidatura ao regime de gestão controlada no Luxemburgo

          Reunião do Comité Nacional de Supervisão com a Ministra das Finanças, a CMVM, o BdP e o ISP (Instituto de Seguros de Portugal). É nesta reunião que o governador do BdP propõe a criação de dois grupos de trabalho, um para acompanhamento do BES e outro para estudar possibilidades de recapitalização pública.

22 Jul – Rio Forte pede gestão controlada no Luxemburgo.

24 Jul ESFG pede gestão controlada no Luxemburgo.

25 Jul – O BdP toma conhecimento dos prejuizos no BES (segundo declarações do governador no dia 17 novembro)

29 Jul – Esclarecimento do BdP a dizer que a recapitalização era possível para assegurar solvência do banco.

30 Jul – BES apresenta prejuízo no primeiro semestre de 3577,3 milhões de euros.

31 Jul – Aprovação de uma alteração ao Regime Geral das Instituições de Crédito (em segredo a pedido do BdP)

1 Ago – CMVM suspende ações (no final do dia).

           – BdP avança com decisão de intervenção e  informa o Governo.

2 Ago – Nova alteração ao Regime Geral das Instituições de Crédito (aprovado em conselho de ministros eletrónico e promulgado pelo Presidente da República no Domingo).

          Marques Mendes anuncia solução ‘Novo Banco’ para segunda-feira.

3 Ago – Governador do BdP anuncia solução ‘Novo banco’.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s