‘Dossier submarinos’: excertos do despacho de arquivamento do processo (seleção de João Semedo)

O João Semedo, que dedicou muito do seu tempo e trabalho a tentar descobrir e contar-nos a verdade sobre o ‘caso dos submarinos’, decidiu publicar partes do despacho de arquivamento do mesmo. Como os casos se cruzam, porque os propósitos são semelhantes, e porque teremos o prazer de ouvir algumas destas pessoas na comissão de inquérito, resolvemos usar o Disto Tudo como ‘veículo’, não financeiro mas informativo. Divulgo na integra a nota do João Semedo, bem como, ao longo dos próximos dias, os extratos do despacho selecionados.

“DOSSIER SUBMARINOS

Oito anos depois, o MP arquivou o caso dos submarinos. O arquivamento não condena nem absolve, muitas das suspeitas continuam por esclarecer, estamos sem saber se são ou não verdadeiras.

O despacho de arquivamento – documento público – tem mais de 300 páginas. Vale a pena lê-las. Percebe-se como a negociação foi sempre inclinada para o lado dos alemães, da banca e das sociedades “amigas”, vê-se por onde andou a mãozinha protetora do governo de Durão e Portas. Preto no branco, lá estão os ganhos chorudos de uns tantos comissionistas e administradores – alemães, portugueses, do BES, da Escom e outros – ganância alimentada por dinheiros públicos.

E percebemos, também, como as mentiras, os silêncios, as explicações combinadas, os papeis que levaram sumiço, as amnésias de alguns e as fugas de outros, impediram que a investigação criminal fosse mais longe e se apurasse onde foi parar cada um dos euros que faltam nas contas.

Em plena comissão de inquérito ao BES vai, novamente, ouvir-se falar dos submarinos e do papel da Escom, do BES e do GES nesta “negociata”.

Sei que muitos não dispõem de tempo para ler na íntegra o despacho do MP. Nos próximos dias publicarei, em quatro partes, alguns extratos daquele documento, no blogue Disto Tudo, da deputada Mariana Mortágua. Selecionei os que me pareceram mais clarificadores do papel de alguns protagonistas deste lamentável caso e das ligações que envolvem o GES. Escolhi, ainda, alguns outros que ilustram muito bem o “facilitismo” e “negocismo” com que estas “elites” conduzem os assuntos do estado. Inevitavelmente, muita informação importante ficou de fora.

João Semedo”

Anúncios

3 thoughts on “‘Dossier submarinos’: excertos do despacho de arquivamento do processo (seleção de João Semedo)

  1. Pingback: ‘Dossier submarinos': A não perder os próximos capítulos | Guerra à Sanidade

  2. O despacho de arquivamento – documento público – tem mais de 300 páginas.

    Apesar de ser público, o documento não se encontra na sua totalidade na Internet. Ou seja, é publico mas pouco acessível.

    Será possível publicarem na totalidade?

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s